Viajar é preciso: 5 dicas para tirar sua viagem do papel

Divulgar

Ler artigo anterior:

"5 dicas práticas para você construir uma reserva financeira"

viagem

Em 5º RecursoConhecimentoDinheiroSaúdeTempo | 1 comentário

Viajar é mais que tirar selfies em pontos turísticos, é uma mudança que acontece, profunda e permanente, na vida.

Quase todo mundo tem a ambição de conhecer novos lugares e incluem isso em seus planos, mas, muitos acabam adiando indefinidamente, e se frustram.

Acompanhe agora dicas de como programar sua viagem, seja ela a Viagem dos Sonhos ou uma pequena viagem para sair da loucura do dia a dia.

Seguindo esses passos, criados por nossos especialistas, você tira a ideia da cabeça e a transforma em realidade.

Motivos pelos quais você deve tirar a sua viagem do papel

Tire um tempo para sim mesmo

tire-um-tempo-para-sim-mesmo

As viagens são extremamente importantes. Não existe nada como uma viagem para nos tirar da rotina e nos permitir ver nossas vidas de um ponto de vista privilegiado.

Com a correria do dia a dia, é difícil encontrar um tempo digno para dedicar a nós mesmos. E esse tempo é essencial para uma vida saudável e feliz.

Viajar é a melhor maneira de sair da rotina e desconectar-se do habitual.

Todo dia os mesmos lugares, as mesmas pessoas. Isso vai ficando maçante e sem perceber, vamos nos tornando ranzinzas, não enxergamos que a solução é simples e necessária.

Nos vemos estressados o tempo todo. Sem paciência, irritados e infelizes. Esquecemos de olhar para nós mesmos e reconhecer que precisamos de uma pausa.

Um indivíduo que não procura coisas novas, que não se reinventa, se sente insatisfeito com muita facilidade, fica saturado de tudo o tempo todo.

O que é compreensível, pois qualquer máquina que é levada ao extremo, sem desligar, entra em colapso.

Temos só uma vida, ela passa rápido e o propósito de todas as pessoas, mesmo que não saibam, é a busca pela felicidade.

Férias para o corpo e a mente

ferias-para-o-corpo-e-a-mente

As rotinas estão todas misturadas. Não separamos mais o tempo de trabalhar, cuidar de casa, ou nos divertir. Temos a necessidade de viver e ver coisas novas.

Necessitamos de novos ares, novas experiências; o que só temos quando saímos em viagem. Como diz Mario Quintana: “viajar é trocar a roupa da alma”. 

Precisamos desse tempo para apreciar o “Mundão”, sair da caixa. E aproveitar mais a dádiva que é Viver.

Viajar te expõe a desafios e oportunidades que ajudam a descobrir quem você é de uma forma que só é possível na estrada. 

Viagem para reunir e passar tempo com a família

viagem-para-reunir-e-passar-tempo-com-a-familia

Também é fundamental dar uma atenção especial para a família. Esse convívio dedicado é essencial para manter e evoluir os laços.

Com a vida virtual que nos deixa interligados o tempo todo, temos dificuldade em focar a atenção ao carinho e convívio familiar.

Perceba como hoje é raro estarmos totalmente presentes com a nossa família.

As vezes estamos próximos dos nossos pais ou irmãos, fisicamente, mas não largamos as redes sociais. Ou estamos com eles, mas a cabeça está no trabalho.

Por isso devemos reservar um tempo SÓ para nossa família, e com certeza uma viagem trará momentos de união e alegria.

E o quanto é bom uma viajem de reaproximação? Hoje a relação que temos com parentes que moram longe é virtual. Um alô no Watsapp, um papo no Skype, parabéns pelo Facebook e olhe lá.

Acabamos nos acostumando com essa situação e esquecemos o quão essencial é o contato físico; o olho no olho, o carinho.

Então é muito importante arranjar tempo para viajar com a família ou até aqueles que estão longe, demonstrar o amor. Comece agora!

Conhecer o mundo

conhecer-o-mundo

Viagens nos fazem crescer como indivíduos, nos tornam mais sábios, mais cultos. Conhecer novos lugares é enriquecedor.

Gastar com viagem é investimento em conhecimento. Um dia em um    lugar novo ensina muito mais que um mês em casa.

Abre-se um leque de perspectivas sobre a vida, sobre como vivemos e já não somos mais os mesmos.

Em uma viagem conhecemos novas pessoas, diferentes culturas e temos um vislumbre diferente sobre como evoluir.

Agregamos gente de fora ao nosso círculo de amigos. Pessoas que podemos nos afeiçoar e criar relações de longo prazo. Ter amigos no mundo todo é tudo de bom.

Num evento ou numa festa você já reparou como é comum as pessoas conversarem sobre suas experiências de viagens? Acontecimentos engraçados, situações complicadas, inusitadas.

Não conhecer o mundo traz aquela sensação de vivermos numa pequena caixa. Um sentimento de limitação de quando falta alguma coisa.

Sentimos que o mundo está girando e estamos parados no mesmo lugar. Assistindo o que acontece à nossa volta, como se não fôssemos protagonistas da nossa própria vida.

Viajar não é um luxo, é necessidade. Viajar é mais do que pensamos. Recarregamos as pilhas, unimos a família e crescemos como pessoa.

Troque a roupa da alma, amplie sua visão do mundo, aproveite a vida. Viaje.

Gostou desse conteúdo? Quer receber mais artigos como esse?
Assine gratuitamente nossa Newsletter!



As principais dificuldades para se fazer uma viagem

Juntar dinheiro

juntar-dinheiro

Antes mesmo de conseguir férias, você já enxerga a dificuldade: “juntar dinheiro”. Nem precisamos falar que essa é uma das maiores dificuldades na hora de viajar.

As escolhas na hora de planejar uma viagem são fundamentais. Não é porque vai se divertir que você não tem que caprichar no planejamento.

Se você não tiver um bom planejamento, não criar uma reserva financeira para isso, é bem provável que a viajem não saia. Ficará no mundo dos sonhos.

Se realmente quer viajar, você consegue. Coloque a viagem como a sua prioridade. Agora o seu planejamento está orientado para as necessidades da viagem.

Assim, você não corre o risco de acabar guardando pouco dinheiro e gastando com outras coisas, completamente desnecessárias.

Férias são gastos extras aos custos fixos. Continuamos gastando o mesmo de sempre e, além desses gastos, incluímos os da viagem.

Por isso aquele que não consegue fazer sobrar parte da renda no final do mês vai ter muita dificuldade em tirar a viagem do papel. Principalmente se não colocá-la como prioridade.

Esse artigo pode te ajudar: 5 dicas práticas para você construir uma reserva financeira

Não subestime seus gastos na viagem. O dinheiro que você reservar terá que ser suficiente para tudo. Faça uma lista detalhada com o transporte, a hospedagem e o entretenimento… liste tudo!

E, é claro, conte com os contratempos. Se não contarmos com os acontecimentos inesperados, as coisas dão errado.

Existe um grande risco de você gastar mais do que reservou e entrar no vermelho. Isso vai te chatear enormemente quando você deveria estar curtindo.

Por isso deixe uma grande margem para o inesperado: ao menos 30%.

Medo de viajar

medo-de-viajar

Muitas vezes deixamos de viajar por medo. Estamos acomodados no nosso mundinho e na forma como vivemos. Esse conforto nos gera pânico de explorar o novo.

São medos como: medo da língua do país, medo da cultura e, sempre, medo do dinheiro não dar. Tem gente com medo até de avião.

Vamos desconstruir esses medos?

Com a internet, ter medo de viajar para um lugar novo virou uma péssima desculpa.

Afinal, podemos fazer uma pesquisa bem detalhada sobre o lugar. Conhecendo os pontos históricos, vendo fotos, vídeos, opiniões dos outros, etc.

O medo de não saber a língua, não é difícil de superar. Para começar, reserve um tempo e tente aprender ao menos algumas palavras.

Se não tiver tempo para aprender a língua, use o tempo para aprender perguntas e respostas básicas: Onde é ao banheiro? Onde tem comida? ou Qual ônibus eu pego?

Se nada disso for possível, use um aplicativo e ele vai te salvar dos apuros.

Porém, se você souber falar inglês, já tem 80% dos problemas resolvidos. O inglês é universal.

Mesmo para medo de avião existem tratamentos muito efetivos, procure.

O medo não pode te privar da maior das aventuras.

Falta de Tempo

falta-de-tempo

Mas, com tantas prioridades na vida como arrumar tempo? “Tem tanta coisa pra fazer e tão pouco tempo que agora é impossível viajar”.

A gente se lamenta das dificuldades, acaba matando os sonhos e segue vivendo nossa vidinha. Temos que parar este ciclo e passar a direcionar nossas escolhas.

Independente de onde viajar e do que acontecer, a experiência que vai ficar guardada para sempre é resultado das decisões que tomamos.

Primeiro, a própria decisão de fazer uma viagem; depois as decisões relacionadas: transporte, alimentação, hospedagem, diversão e descanso.

Toda uma trama de eventos. Temos que ir planejando e escolhendo cada pedaço. Com organização e listas.

As viagens começam primeiramente com o desejo. Portanto, defina a viajem como prioridade, dê atenção a ela e prepare-se para abrir mão de outras coisas.

Na vida cada escolha que fazemos requer a renúncia de outras.

Então, antes de se lamentar: “todo mundo que eu conheço no Facebook viaja menos eu”, Se pergunte: quais sacrifícios eu posso fazer para mudar essa realidade?

Você verá que com a disposição mental adequada para a realização do seu sonho e a priorização dele, arrumar tempo se torna algo simples.

Conseguir férias no trabalho

conseguir-ferias-no-trabalho

Um passo importante para realizar uma viagem é conseguir combinar suas férias com o seu trabalho.

Se antecipe o máximo que puder para colocar suas férias nos planos da sua empresa e equipe.

Se você é empregado tem que conversar com o chefe para negociar as datas.

Se demorar você corre risco que mais gente também queira o mesmo período. Assim, tenha calma e faça todos os passos necessários para conseguir reservar as datas.

Jamais se comprometa, comprando passagens, reservando hotéis ou marcando compromisso com alguém antes de acertar as datas no trabalho.

Se você for o dono da empresa, precisa criar condições para que o seu negócio fique bem durante a sua viagem.

Tenha pessoas de sua confiança nas atividades, converse com a equipe e alinhe o cronograma com todos. Assim você não tem dores de cabeça e tudo sai como planejado.

Por fim, se você é um profissional autônomo, a negociação do período de férias fica bem mais fácil, já que você é o seu próprio empregador.

Mas, cuidado! Profissionais autônomos costumam sabotar as próprias férias de duas formas:

Ou ficam adiando as férias eternamente, sem dar a importância ao período de descanso;

Ou viajam e não se desligam, pensando o tempo todo no próprio negócio, deixando de se divertir.

Independente do tipo de trabalhado que você tem, pense na viagem como a possibilidade de se encontrar e realizar mudanças em si e a sua volta.

Consiga Férias… Faça acontecer!

Desejar aquilo que não pode ter

desejar-aquilo-que-nao-pode-ter

O ser humano é complexo. Ele tem muitos desejos e esses desejos acabam trazendo frustação e sofrimento.

Os Rollings Stones tem duas músicas que falam sobre os desejos.

Em Satisfaction eles proferem que: por mais que eles tentem não conseguem se satisfazer e seguem tentando.

Já em You Can’t Always Get What You Want de maneira complementar eles lançam certeiros: nem sempre você consegue o que quer, mas, se tentar com força vai conseguir aquilo que precisa.

Somos assim mesmos …desejamos tudo, queremos mais, sonhamos grande e isso é ótimo.

Porém, frequentemente, buscamos aquilo que não precisamos e quando encontramos nos frustramos.

Nos frustramos, pois depositamos grande expectativa sobre algo. Às vezes essa expectativa é tão grande que nunca é alcançada.

Desejos muito fora da nossa realidade, boicotam momentos incríveis e possíveis. Queremos a vida do “famoso”, deixando a nossa própria vida e acabamos não realizando nada.

Essa distância enorme que é criada entre a vontade e a realidade paralisa a vida. Deixamos de curtir um bom momento criando exigências complicadas para viajar.

Por exemplo: Só vou pra praia se for no Paraíso das Ilhas Fiji, ou só viajo de Primeira Classe. Desejar coisas absurdas como condição da própria felicidade é desperdício de felicidade.

Por mais simples que for a viagem – um mochilão pela Europa, uma viagem para o interior ou um feriado no camping – é o convívio com quem amamos que faz o momento inesquecível.

Evitar desejos utópicos e aproveitar as opções que a vida traz nos coloca no caminho dos nossos sonhos.

Gostou desse conteúdo? Quer receber mais artigos como esse?
Assine gratuitamente nossa Newsletter!



5 Dicas para fazer uma viagem

Marcar uma viagem é marcar a vida para sempre!

Planeje no detalhe

planeje-no-detalhe

Devemos criar o hábito de planejar nossas vidas. Sem planejamento as ideias podem se perder e virar frustração.

Uma viagem simples e dentro das possibilidades pode ser uma das melhores maneiras para se criar um plano e cumpri-lo.

Se o plano for complicado demais, difícil demais, pode acabar dando errado ou o grau de satisfação pode não compensar o esforço.

Se por exemplo escolhermos ir para um lugar dentro da realidade, aumenta a chance de não estourarmos o orçamento.

Acredite, muitas vezes as viagens mais simples são as mais surpreendentes e marcantes. A ideia é se divertir, descansar, desligar-se da rotina diária e não arrumar novos problemas.

O planejamento financeiro começa com a definição do quanto você pode gastar.

Parece uma dica óbvia, e justamente por isso a gente acaba se esquecendo dela e extrapolando. Ter um limite logo de cara é fundamental para as escolhas básicas. Onde ir e como?

Se a viagem que decidiu fazer for para fora do país, já comece colocando em seu planejamento, tirar o passaporte e os documentos necessários.

Toda viagem requer planejamento, e planejamento requer fazer listas, checá-las e voltar a checar, definir passos e segui-los.

Quanto mais longe o destino, maior deve ser o planejamento. E tão importante quanto planejar é cumprir o planejado.

Dicas práticas

dicas-praticas

Há uma variedade imensa de opções para se hospedar. Antes de definir o seu destino, pesquise muito os preços de hospedagem e defina o que cabe melhor no seu bolso.

Você pode ficar em um hotel, hostel, host Family, pousada, ou camping, porém, quanto antes você pesquisar e decidir a hospedagem, mais informações terá sobre o quanto vai gastar.

A escolha do lugar onde vai ficar é muito importante. As regiões mais centrais são mais caras e quanto mais longe mais barato.

Mas, sua escolha não pode ser baseada apenas pelo preço. Se a diferença entre um hotel mais perto e outro afastado for pequena, considere.

Pense que, quanto mais longe você ficar, mais vai ter que gastar com deslocamento. E o barato pode sair caro.

Evite alugar carro. Transportes públicos podem suprir bem suas necessidades se o destino for uma grande metrópole.

Outra opção boa é o Uber. Faça o uso dele em quase qualquer destino e aproveite o custo baixo das viagens desse serviço que não para de crescer.

Outra dica importante: Não use seu chip para fazer ligações e acessar a internet. Ao chegar ao seu destino, compre um chip pré-pago para usá-lo durante a viagem, assim evitará um infarto ao receber a conta.

Trabalhe com milhas. Se não possui um cartão que converta seus gastos em milhas, providencie um, muitas pessoas hoje em dia, utilizam esse benefício e na maioria das vezes pagam suas passagens com milhas acumuladas.

Viaje fora de temporada. Além de conseguir melhores preços, você terá um melhor atendimento em hotéis e tempo poupado em passeios. Se for a lugares como parques não terá que enfrentar horas de filas para cada brinquedo.

Adeque a sua expectativa à realidade

adeque-a-sua-expectativa-a-realidade

Planeje os lugares e passeios que pretende fazer. Pesquise sobre a cidade e veja os lugares mais legais e importantes. Mas também tenha flexibilidade no planejamento.

Deixe espaços para aleatoriedade e divirta-se. Essa é a intenção.

É possível que durante a viagem apareçam vários atrativos não planejados. E isso é muito legal… poucas coisas são tão boas quanto surpresas inesperadas. Não deixe de exercer uma opção interessante quando a vida te oferece, mas, mesmo neste momento é preciso verificar se você se mantem dentro da sua realidade.

Um passeio em um iate ou um almoço em um restaurante badalado podem ser uma lembrança inesquecível. Porém, podem ser uma parte muito grande daquilo que você definiu que ia gastar.

Se isso acontecer no final da viagem o peso de ter perdido o controle pode ser maior que as boas lembranças do passeio.

Muitas vezes, a boa companhia e um hot dog valem mais do que o restaurante caríssimo e um buraco no cartão de crédito.

Dicas financeiras

dicas-financeiras

Então, como programar uma viagem em que você consiga se divertir pra valer sem culpa?

Primeira dica fundamental: Tente ir com a viajem paga. Poupe pequenos valores durante o período de planejamento da viajem para já ir pagando por ela. Para isso você tem que se privar de alguns luxos e extravagâncias e use as milhas, como já dissemos.

Parece bobagem, mas, os pequenos gastos do dia a dia consomem uma grana que, no fim do mês ou do ano, poderia te ajudar a embarcar naquela viagem dos sonhos.

Quer saber mais sobre como guardar dinheiro para poder viajar? Leia esse artigo sobre como construir uma reserva financeira.

Se o destino for para o exterior, acompanhe o cambio e comece a comprar moeda o quanto antes.

Monte uma planilha com todas as entradas e despesas que você tem e, no final ou começo de cada mês, analise e confira gastos que podem ser eliminados.

Se preferir, faça isso pelo celular. Existem aplicativos muito bons, como o Guia de Bolso e o Organizze. Eles te auxiliam na tarefa de mapear quais são os seus gastos e controlar de forma consciente seu dinheiro.

Divirta-se

divirta-se

Planejamento é importante, mas, não pode virar paranoia, e motivo de insatisfação.

Se a viagem for para casa de parentes se prepare para lidar com as manias da sogra ou com as brincadeiras do cunhado. Não vá estragar a viagem por intolerância.

Foque nas coisas legais que você vai viver e dê pouca ou nenhuma importância para coisas menores.

Muitas pessoas que têm costume de viajar relatam que as melhores experiências ocorrem de passeios ou acontecimentos que não foram programados.

Por isso esteja aberto a novas experiências. Viva o prazer do momento, afinal, é pra isso que você decidiu fazer essa viagem.

Enquanto estiver desfrutando esqueça o passado e dê pouca importância ao futuro. Curta, divirta-se, aprenda e viva intensamente cada minuto.

Boa viagem e Enjoy!

Gostou desse texto? Então compartilhe com seus amigos. Quem sabe vocês não acabam fazendo a viagem juntos?!

banner_temp_II

RECEBA NOVIDADES POR E-MAIL